fbpx

6 dicas para a alimentação no Inverno

Porque a alimentação é importante de ser adaptada a todas as estações do ano, trazemos-te 6 dicas para a alimentação no Inverno.

A forma como nos sentimos nesta estação, o Inverno, é um reflexo das estações anteriores. Se nos sentimos fortes e com energia para enfrentar o frio é porque nos alimentámos de forma adequada nas estações anteriores; se, pelo contrário, nos sentimos cansados, com frio, resfriados, tristes ou melancólicos, então não cuidámos devidamente de nós.

Energia de repouso e poupança

Chega o momento do ano em que a natureza entra em repouso e poupança. A energia condensada do Outono chega agora às raízes para aí permanecer e se conservar. As sementes acumulam e reservam a energia vital necessária para quando chegar o novo despertar. Estão em dormência, assim como a natureza em geral. É importante esse acalmar para reservar e revitalizar, pois na estação seguinte, a Primavera, precisamos de renascer e despertar, cheios de vitalidade para acompanhar a maravilhosa explosão de energia que a caracteriza.

É tempo de criar reservas!

O inverno é o momento de criar reservas de minerais, gorduras e proteínas, para fazer face ao frio e à falta de luz e de calor desta estação. Não é o momento para dietas de perder peso ou jejuns depurativos. Precisamos de comida saborosa e temperada, cozinhada de forma lenta e com tempo. Os sabores devem ser mais fortes e concentrados, dar ênfase ao sal marinho e ao sabor salgado, indicativo da presença de minerais. Cereais em grão e feijões, bem cozinhados e bem regados, enriquecem e aquecem o nosso organismo, sementes e frutos secos dão o suporte para boas reservas. Assim vamos sentir-nos mais fortes, com ânimo, confiança e vitalidade para a estação seguinte.

6 dicas para alimentação no Inverno

#1 Adaptar os métodos culinários

Utilizar métodos mais “yang” tais como estufados mais longos, pratos de forno, panela de pressão, aumenta a temperatura do corpo e ajuda a lidar com o frio.

#2 Evitar fruta e vegetais crus

No Inverno, em que precisamos de calor interno, devemos deixar estes alimentos para consumir esporadicamente e não fazer disso uma rotina.

#3 Comer feijão!

Não é por acaso que os feijões têm a forma de rim. Na verdade, é porque ajudam a fortalecer este órgão, que fica particularmente suscetível com o frio. Por isso, é uma altura para usar e abusar desta leguminosa!

#4 Usar trigo sarraceno

Apesar do seu nome, o trigo sarraceno não é um cereal nem sequer tem glúten. É uma semente que ajuda a aquecer o corpo e tem uma energia mais densa e contrativa. É ideal para o Inverno.

#5 Consumir algas

As algas são alimentos muito ricos em minerais, que ajudam a fortalecer o nosso organismo. Uma ressalva: é importante serem consumidas com moderação, em particular em pessoas com problemas endócrinos e crianças, uma vez que contêm iodo e podem causar alterações hormonais. 

#6 Consumir alimentos da época (como sempre!)

Ao ingerirmos alimentos da estação, estamos a conservar o calor interno e, consequentemente, a concentrar a energia , fazendo com que exista uma melhor adaptação ao fator climatérico. 

× Fale connosco